sábado, novembro 24, 2012

Pó de Vida, Pó de Morte


Madrugadas insones a sofrer,
A sofreguidão dos meus pensamentos,
O sugar,
O sugador nasal,
O sugador emocional,
O sugador experimental,
Cria,se recompõe e se recicla,
Mas aquilo me inquieta,
Aquele pó me angustia,
Me alucina,
E como diria o poeta,
Me faz morrer...
Pouco a Pouco,
Essa agitação não é sadia,
A Poesia não é saudável,
A vida não é saudável,
Afinal a vida é feita com o proposito de morrer!

1 Comentários:

Às domingo, 25 de novembro de 2012 23:51:00 BRST , Blogger David Cejkinski disse...

existe algo de freudiano no reino de rodrigo ferraz! rsrs

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial